truques e dicas

Como fazer uma mudança de casa: passo a passo

By on Janeiro 23, 2017

Mudar de casa causa sentimentos mistos! Primeiro a excitação de começar algo de novo e da mudança. Em segundo surgem as habituais dores de cabeça relacionadas com as mais variadas questões de logísticas. Hoje trazemos umas ideias para facilitar este processo, quando pode ser feito com tempo e calma!

 

Eu costumo começar por seleccionar quais serão as primeiras divisões e armários a ser empacotados. Se estamos no verão, as roupas de inverno podem seguir já em malas porque não iremos precisar delas. Já os utensílios mais básicos de cozinha serão necessários até à mudança.

 

Nestas alturas também nos apercebemos da quantidade de coisas que não têm utilidade para nós e estão a ocupar espaço em casa. Aqui começa um processo de triagem que costumo dividir em 3: lixo, para dar, empacotar. Existem um sem fim de entidades que aceitam donativos de objectos domésticos.

 

Para começar a empacotar tudo é bom estarmos já munidos de caixotes, jornais, plásticos com bolhas, fita-cola e marcadores para assinalar o que se encontra nas caixas. Não se esqueçam que mais vale perder tempo a proteger todos os objectos do que ficar sem metade da casa. Assinalem todas as caixas que contém objectos frágeis ou são pesadas. Conforme vamos libertando os móveis podemos começar a desmontá-los (caso seja possível), de forma a facilitar o seu transporte.

 

Entretanto, temos que começar a pensar em cancelar ou mudar todos os contratos. Não se esqueçam que é necessário garantir que alguma das casas terá sempre água, electricidade e gás! Não cancelem uns sem fazerem novos!

 

Isto também é válido para todas as entidades que necessitam de ser notificadas por alterações de residência. Mudem as moradas da vossa correspondência, actualizem documentos oficiais, alterem o vosso centro de saúde, coisas importantes que podemos ir fazendo com tempo em vez de sermos apanhados desprevenidos e acabarmos a pagar multas!

 

Nesta altura, se já temos acesso à nova casa devemos aproveitar que não tem móveis para fazer uma limpeza profunda (daí ser útil pedir ligações de água e electricidade uns dias antes da mudança). Lembrem-se que mesmo depois das mudanças vai haver bastante sujidades mas será mais difícil ter acesso a todos cantos! Não se esqueçam de limpar a casa que vão deixar antes de a entregar!

 

O ideal aqui e ja terem contactado a empresa ou os amigos a quem vão pedir ajuda para as mudanças. Confirmem o dia e hora a que vai ser feita, verifiquem se tem disponibilidade para ter alguém na casa nova e antiga, caso a distancia seja longa ou haja necessidade de se repetirem viagens.

Se forem fazendo as tarefas durante um mês certamente que mudança correrá melhor. Têm tempo de tratar de todas as coisas essenciais! Aproveitem para começar uma nova etapa com boa disposição em vez de stress por não terem que fazer tudo à última.

Como mudar de casa: 5 erros a não cometer

By on Abril 18, 2016

Ainda há pouco tempo tive de mudar de cidade. Uma boa oportunidade de trabalho, nova casa, nova vida, novas rotinas e vivências. Mas nem tudo foram rosas! Por isso, hoje vou falar em como mudar de casa para partilhar um pouco a minha experiência e dar uma ajuda a quem vai passar pelo mesmo.

 

Ao princípio estava bastante entusiasmada, porque eu sou da opinião que as mudanças são revigorantes, mas depressa mudei de opinião. Cometi erros que espero bem não repetir se tiver de voltar a fazê-lo. Um deles foi não contratar uma empresa de transportes de mudanças. Mas há mais erros a evitar para aprender como mudar de casa:

 

  1. Não me organizar. O processo de como mudar de casa tem de passar obrigatoriamente pelo planeamento. Mesmo com pouco tempo é importante preparar-se, porque depois torna tudo mais fácil. Faça uma cheklist de tarefas mediante prioridades para ir actualizando à medida que as despacha.
  2. Não fazer um inventário. Fazer uma lista de tudo o que irá levar para a sua nova casa irá permitir que não se perca nada pelo caminho, facilitando a verificação de tudo no novo destino. Isto aplica-se sobretudo a quem contratar transportes de mudanças, o que – como já disse – aconselho vivamente, pois permitirá identificar mais facilmente um eventual extravio.
  3. Não analisar bem a área das novas divisões. Eu adoro a minha mobília, mas a verdade é que fica totalmente desajustada na nova sala. Se eu tivesse feito medições prévias, tanto das divisões como dos móveis, e planeasse tudo com mais detalhe haveria de ter encontrado melhores soluções.
  4. Não separar objectos de primeira necessidade. Este foi o meu maior erro! Como mudar de casa sem stress? Quando chegar à nova casa, é conveniente que tenha à mão coisas como toalhas, roupas básicas, artigos de higiene, remédios, escovas de dentes e sabonetes, etc. Se levar um saco à parte com estas itens irá poupar tempo que perdi a comprar pasta de dentes e a abrir caixas para ir buscar uma toalha para ir tomar banho.
  5. Não contratar uma empresa de mudanças. Ora aí está o que eu já disse: as empresas de transportes de mudanças fazem o trabalho com maior rapidez e eficiência, poupando imenso no tempo na parte de carregar e descarregar, nas deslocações. Para além disso, há empresas que se encarregam do empacotamento, disponibilizando os materiais e tudo. Foi uma canseira demasiado grande fazer tudo sozinha, mesmo com ajuda de um amigo!

X